domingo, 3 de dezembro de 2017

DO NOSSO TEMPO


Em cidades como São Paulo, Dubai, Berlim e Tóquio, vidro e aço ganham destaque nos projetos de arquitetura para fluidez e integração de espaços. No pátio central do Louvre, para alcançar esse efeito, o arquiteto sino-americano Ieoh Ming Pei criou uma pirâmide do tipo com objetivo de solucionar o acesso do público ao prédio dos anos 1200. Baseada no efeito de luzes, nos segmentos triangulares da construção, em diferentes horas do dia e clima, assino um pendente que marca minha referência ao museu entre os museus. É isso. É isso mesmo. Exato. [Voilà!]


1 Cour Napoleon. Pirâmide de vidro. Foto Jacques Lebar © br.france.fr./pt-br/ | 2 Regina Franco. Flamme ©2017. Massa cerâmica terracota, conformação em molde de gesso, e esmalte branco mate | 3 Musée du Louvre. Paris Ile-de-France. Foto G. Targat © br.france.fr./pt-br/